Os agentes intensificarão as fiscalizações nos comércios de rua do dia 20 ao dia 23 para proteger o consumidor soteropolitano

O Natal é uma das datas mais esperadas pelos comerciantes e também pelos consumidores, que procuram itens para montar a ceia natalina e para presentear amigos e familiares. Para coibir práticas abusivas recorrentes neste período, a Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (CODECON) realiza anualmente a Operação Natalina, que neste ano começou no dia 13 e vai até o dia 23 de dezembro, no comércio de rua e nos principais shoppings da cidade.

O objetivo da Operação Natalina é proteger o consumidor de infrações, como: itens fora da validade, ausência de informação de preço ou de informação sobre o produto, divergência de preço na gôndola e no caixa, entre outras irregularidades. Os fiscais estarão nos supermercados, em lojas de roupas, calçados, perfumes e brinquedos, e demais estabelecimentos que comercializam alimentos ou artigos natalinos.

O diretor-geral da CODECON, Humberto Viana, fala sobre as ações do órgão: “Nós fiscalizamos o comércio local o ano inteiro, mas nos períodos festivos nós intensificamos a ação e direcionamos para os segmentos mais procurados do período”. E também deu dicas para quem costuma comprar os itens natalinos de última hora: “Os consumidores que preferem comprar os produtos em cima da hora, devem redobrar a atenção para não levar itens defeituosos para casa. Além disso, devem, principalmente, buscar todas as informações sobre as políticas de troca do estabelecimento, pois as lojas físicas não são obrigadas a trocar itens sem defeitos”, alertou Viana.

Para mais orientações ou dúvidas, o cidadão pode ligar para o número: (71) 3202-6270 ou acessar as redes sociais do órgão. Para denunciar possíveis irregularidades, os canais oficiais são:
Aplicativo Codecon Mobile, Aplicativo Fala Salvador, site (www.codecon.salvador.ba.gov.br), portal do Fala Salvador (falasalvador.ba.gov.br) ou através da Central de Atendimento Disque Salvador - 156.
O consumidor também pode reclamar ou denunciar presencialmente, na Central Municipal de Atendimento ao Consumidor, que funciona de segunda à sexta-feira em dias úteis, das 8h às 17h, na Rua Chile, nº3, Centro.